31 de marzo de 2013

Alteridad






Direitos da Alteridad


Por Luis Alberto Warat


Deveríamos comenzar a falar de Direitos da Alteridad, os que não serian outra coisa que devires permanentes productores do novo com o outro. Sementes de um sentido em comum, em comunidade. Sentidos compartilhados postos para o acordo.

Inmediatamente pegue meu ordenador mais pequeno ,aquele que deixo na mesa de luz e me puso a enumerarlos provisoriamente

Primer esbozo de Direitos da Alteridade: (uma listagem que me surgio automaticamente e que pode ser alterada com variadas combinações)  

a) Direito a não estar so

b) Direito ao amor

c) Direito a autonomia ,encontro com a propia sensibilidade

d) Direito a autoestima

e) Direito a não ser manipulado

f)  Direito a no ser discriminado, excluído

g) Direito a ser escutado

h) Direito a não ficar sumiso

i) Direito a transitar ao margem dos lugares comuns  os esteriotipos e os modelos

j) Direito a fugir do sedentarismo como ideologia e retomar a pulsão de errancia .



.

0 comentarios: