2 de marzo de 2011

Tentei...

Uma poesía



Tentei postar algo em homenagem ao prof. Warat e não consegui postar no blogue dele... incompetência minha...mas...


Tentei postar como comentário ao ver a foto e ler o título do texto: Sobre o espírito da Casa Warat: Acefalia.... Então, se for possível e sem muito trabalho para vc... peço que postes no blogue dele....


Trata de uma Poesia de Eduardo Guimaraens para o epitáfio de seu amigo Alceu Wamosy, também poeta rio-grandense:


“Sobre a triste angústia suprema,
gélida, a lápide tombou.
Página em branco do Poema
que a tua mão não terminou.
Mas, sê tranqüilo, entre os lavores
que Amor na pedra eternizou,
não murcharão jamais as flores
do sonho que te coroou”


GUIMARAENS, Eduardo (1944).
A Divina Quimera. Porto Alegre, Globo, pg 372, apud, GUIMARÃES, Ada Maria Machado. A POESIA DE EDUARDO GUIMARÃES.
Dissertação apresentada na PUC-RS em julho de 1980.
Disponível em:
http://www.ccei.urcamp.tche.br/disserta/disserta1_ada.pdf


Desde já agradecido,


Luiz Bráulio Farias Benítez

(*) un aporte de Andrea Beheregaray

.

0 comentarios: