29 de junio de 2007

Filhos de Warat



WILSON LEVY - "Conheci Warat por ocasião da XLVIII Semana de Estudos Jurídicos da PUC-Campinas, em 2005, que ajudei a organizar. O tema do evento era 'O Direito num enfoque Multidisciplinar', e Warat chegou com seu espírito desafiador dos mitos e verdades, com a Associação de Homens Lésbicos e a idéia de que sem amor e sem resgate da intersubjetividade perdida não há Direito.
Ele foi responsável por uma verdadeira 'transformação emocional-epistemológica' na minha vida, destruindo os lugares comuns da sala de aula, as máscaras das personagens docentes e os ídolos da academia.
Em 2006 nos encontramos em Salvador, no IV Encontro da ABEDi (Associação Brasileira de Ensino do Direito). Estava vivendo dias difíceis por um amor não-correspondido, e ele foi importante para que eu enxergasse onde estava errando. Lembro até hoje do que ele disse ao final do evento: "o amor é feito de infinitas paciências". Tive paciência e consegui o que desejava, pois voltei-me para mim e desvelei muitos e belos sentimentos escondidos.
Hoje, minha namorada, Jaqueline Sena, trabalha as idéias dele em sua dissertação de mestrado e descobriu que por trás da visão monocromática da sala de aula existem cores e sensações vivas e rebeldes, que precisam ser expressadas.
Sou muito honrado de poder espalhar as idéias dele, nem que seja numa inusitada monitoria de Direito Penal, com direito a avaliação com teatro, em que as pessoas descobrem, quase num surrealismo, que o amor existe."

Wilson Levy, graduando em Direito pela PUC-Campinas, bolsista do CNPq e pesquisador do Núcleo de Estudos da Violência da USP.

1 comentarios:

Anónimo dijo...

que história mais linda! um beijos para Jaque e Wilson, quero conhecê-los em breve! beijos Juliana.