9 de mayo de 2012

A URI


Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (URI)




A Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões – URI – é uma instituição multicampi, comunitária, reconhecida pela Portaria nº 708, de 19 de maio de 1992, com sede da administração superior na cidade de Erechim, Estado do Rio Grande do Sul. Mantida pela Fundação Regional Integrada, entidade de caráter técnico-educativo-cultural, com sede e foro na cidade de Santo Ângelo.

No decorrer de sua trajetória, a busca e a concretização da marca institucional aconteceram no desempenho das funções básicas de ensino, pesquisa e extensão, inerentes à ação da URI. As especificidades no desempenho estas funções definem a missão e o atual perfil da URI- ser uma universidade pluralista, criadora e elaboradora de conhecimento, com qualidade, competência e seriedade, voltada para o desenvolvimento regional. É na identificação dos diferenciais, nas funções, nas atividades, nos propósitos que se define o caráter da URI: uma universidade regional integrada, comunitária, gerida pela comunidade acadêmica.


Uma universidade regional integrada em duplo sentido: de um lado, por integrar comunidades de uma mesma região geográfica (norte e noroeste do RS); de outro, porque seus campi, em sua história, têm forte integração com a comunidade regional e são comprometidos com o desenvolvimento da sua região.
Uma universidade comunitária por que sua vocação é a integração, porque esta foi a sua origem, ou seja, o resultado do trabalho espelhado na experiência das reduções missioneiras e no processo de colonização da região, onde se desenvolveu o sistema comunitário.

Este caráter comunitário acompanha a URI desde a sua criação na busca da participação das entidades que representam o todo social e seus diferentes segmentos. Por isso, as ações da universidade, buscam contemplar o social, para que seja de forma cada vez mais efetiva, uma universidade comunitária que procura ler corretamente a história, a cultura, às aspirações, enfim o que a sociedade espera da universidade. Desta forma, é a sociedade que gera a universidade, uma vez que a leitura e reflexão do real vivenciado, permitem identificar alternativas para o desenvolvimento regional, que passa a ser o traço identificador da URI, na medida em que a universidade soube manter o vínculo com a realidade buscando alternativas de desenvolvimento, e produzindo parâmetros alternativos para este novo conceito de desenvolvimento.


Para a URI, as atividades de ensino, pesquisa e extensão, originam-se a partir dos Departamentos acadêmicos, a saber:
1) Ciências Exatas e da Terra;

2) Ciências Biológicas;
3) Engenharias e Ciência da Computação;
4) Ciências da Saúde;
5) Ciências Agrárias;
6) Ciências Sociais Aplicadas;
7) Ciências Humanas;
8) Lingüística, Letras e Artes.
A URI é formada por seis unidades (4 campus e 2 extensões) que juntas compreendem 110 municípios no interior do estado do Rio Grande do Sul. Com uma infra-estrutura com mais de 118 mil m2 de área construída, a qual abrange, dentre todas as instalações acadêmicas, 295 laboratórios e mais de 259 mil livros em todas as suas bibliotecas.

No corpo docente, entre educação básica e no ensino superior, são 1076 professores, sendo 55% mestres ou doutores. No técnico-administrativo são 648 profissionais, sendo 47% com formação superior.

A) No ensino:

São 6 escolas básicas, 47 cursos de graduação, 99 cursos de especialização, 4 mestrados próprios e 2 interinstitucionais; O que resulta em mais de 16.500 alunos.

B) Na pesquisa:

São 79 grupos de pesquisa e mais de 195 projetos; O que posiciona a URI como a 13ª em Iniciação Científica no País e 3ª no estado entre as instituições privadas de ensino.

C) Na extensão:

Entre programas, projetos e eventos são mais de 225 realizações, sendo em 2007 totalizados 70.513 serviços prestados a comunidade.

No campus de Santo Ângelo

Exclusivamente no campus de Santo Ângelo a URI oferece mais de 20 cursos de graduação e mais de 30 cursos de pós-graduação por ano. Além de 3 cursos de mestrado, 2 próprios e 1 interinstitucional.
Escola de ensino básico – com ensinos fundamental, médio e técnico, este em informática e enfermagem.
Na escola, graduação e pós-graduação são mais de 4 mil alunos;
São mais de 100 laboratórios para desenvolvimento de atividades práticas, dentre eles 8 são de informática, com acesso livre para os acadêmicos e ainda internet wireless em todo o campus.
A biblioteca central dispõe de um acervo com mais de 100 mil exemplares, além de salas de estudo, salas de vídeo e a própria videoteca;

Na estrutura-física o campus de Santo Ângelo oferece ainda três auditórios, diversos locais de convivência, casa do estudante (feminina), quiosque de integração, ginásio de esportes e amplo estacionamento interno. Além de diversas atividades, projetos e laboratórios que contemplam a comunidade em geral como: Farmácia escola, Clínica Psicológica, Centro de Equoterapia, Escritório de Prática Jurídica, Companhia Acadêmica de Turismo, Serviços de Comércio Internacional, Extensão Empresarial, Cooperativa de frutas e sucos, Centro de Cultura Missioneira, Rádio Universitária dentre outros... que podem ser acessados no menu inicial em PRÓ-COMUNIDADE.

Mestrado em Direito


O Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Direito da URI – Santo Ângelo – Mestrado – nasceu para tornar-se centro de excelência na área do ensino e da pesquisa. Para tal, está dotado de uma estrutura acadêmica e administrativa, de recursos de informática e acervo bibliográfico qualificado e atualizado e de área reservada para estudos e pesquisas individuais e em grupos. Sua docência compõe-se de renomados professores pesquisadores com forte influência na teoria inovadora do Direito contemporâneo.

O Programa se apresenta, ao mesmo tempo, como um espaço qualificado de altos estudos e como uma conquista regional comunitária, visando contribuir para a inovação da ciência do Direito e da inserção desta no cotidiano das práticas sociais.

De modo que, o Mestrado em Direito da URI, articula-se em torno de duas linhas de pesquisa – Direito e multiculturalismo e Cidadania e novas formas de solução de conflito – e expressa o que há de mais avançado na pesquisa do Direito, para efeito de uma sociedade global e multicultural como a atual.

Linhas de pesquisa

1) Direito e Multiculturalismo
Objetivos: Possibilitar a sistemática discussão e reflexão sobre o “Direito e multiculturalismo”, com vistas a sua melhor aplicação, ensejando a capacitação para trabalhar as transformações políticas e jurídicas a partir da releitura do Direito e as relações que se estabelecem na sociedade globalizada.
Busca-se priorizar a qualificação dos agentes na formulação de novas políticas que proporcionem a melhoria da qualidade de vida, vislumbrando-se um lócus de pesquisa norteada pelo parâmetro ético da cidadania.

2) Cidadania e Novas Formas de Solução de Conflitos
Objetivos: Possibilitar a sistemática discussão e reflexão sobre a temática “Cidadania e novas formas de solução de conflitos”, com vistas a sua melhor aplicação, ensejando a capacitação para trabalhar as transformações políticas e jurídicas a partir de uma releitura da cidadania e das novas formas de solução de conflitos,  na perspectiva das garantias individuais e coletivas constitucionalmente asseguradas.


Coordenação:

Coordenador Acadêmico
: Prof. Dr. João Martins Bertaso

Coordenador Executivo
: Prof. Dr. André Leonardo Copetti Santos

0 comentarios: