1 de febrero de 2011

O devir waratiano em Jataí/Goiás


A Casa Warat é um devir que surge por meio de pequenas práticas, gestos e atos; é um rizoma que vai se espalhando sem centro, sem territórios definidos. Em Jataí (Goiás), um grupo de estudantes e professores capitaneados pela professora Helga, da UFG, estão desenvolvendo um interessante projeto a partir da perspectiva waratiana, chama-se "Café, versos e direito: quando Miguilim encontra Geni". O propósito é promover saraus mensais tendo como inspiração inicial as obras de Guimarães Rosa e Chico Buarque de Holanda.

Para além do Sarau, novos projetos que envolvem arte e direito, a partir de uma pespectiva waratiana, vêm sendo pensados. Um deles é trabalhar com manifestações artísticas livres da comunidade, documentando-as por meio da fotografia e de vídeos.

Para aqueles que ficaram curiosos e com vontade de saber um pouco mais, informo que logo a professora Helga escreverá para este blog sobre a experiência vivida em Jataí.

0 comentarios: