16 de diciembre de 2010

LAW




Lamentamos informar que Luis Alberto Warat no está más con nosotros.

16/12/2010

Casa velatoria: Malabia 1662 - Palermo Ciudad de Buenos Aires


Familia Warat


--------------------------------------


.








.

40 comentarios:

Gustavo Ribas Adiers dijo...

Perda imensurável!
Descanse em paz amigo...

Carlos Augusto dijo...

Condolências dos admiradores brasileiros.
(Carlos - estudante de direito da universidade Federal de Goiás).

Omar dijo...

Meus pêsames à família. O mínimo é criar uma página em homenagem na Wikipedia (que aparentemente não tem ainda).

daniel dijo...

Minhas sinceras condolências à família deste grande indivíduo e jurista que tanto nos ensinou... Os estudantes da UFPR lamentam vossa perda.

Prof. João Paulo dijo...

Perdemos o maior jurista humanista do século XX. Tristeza profunda de alguém que aprendeu tudo com ele.

cassiana dijo...

Perdemos uma mente brilhante, um amigo, um professor que nos ensinou a descontruir para construir...Warat será sepre onipresente em nossas vidas...obrigada por tudo...

rolf dijo...

Lamento, profundamente, o óbito de Warat. Sua produção científica tem muito a ver com época maravilhosa de minha vida, inclusive no mestrado, em São Paulo. Deixa saudades. Rolf Koerner Junior, Curitiba/PR

Anónimo dijo...

Entristecido, resta-nos a graça de ter tido um verdadeiro Mestre.

Paulo Weyl

guifioreze dijo...

Para todos nós ele fica, como mestre e poeta que sempre foi.

IR dijo...

O maior de todos...Adiós, maestro.

Anónimo dijo...

O luto do oprimido acompanha o luto do próprio Direito. À Warat, nossas reverências.

Filipe Jordão Monteiro - estudante de Direito da PUC-Campinas

Alezinho dijo...

A humanidade perde um de seus melhores e verdadeiros Humanos!
Descanse em paz Mestre!

Vívian dijo...

Soube a poucas hs em um restaurante no Rio, que só fui com ele. Comemorava junto ao Marilson nosso reencontro, após mais de um ano e meio sem nos vermos, em uma banca na UFRJ (que Warat tanto gostava), na qual falávamos muito de sua teoria, o tema tratava da importância da extensão e do estudo em Direitos Humanos.Quando comentávamos a saudades que sentíamos de Warat, que nos apresentou, dois professores da UFF nos deram a notícia.
Foi triste, mas mágico, poético e intenso como era o Warat.
Senti que ele se despedia de nós dois, nos unindo em razão dele.
Abraço à família.
Vívian Alves de Assis (PUC-Rio)

Gilnei J. O. da Silva dijo...

Os pensamentos-ensinamentos compartilhados pelo Professor WARAT continuarão presentes, sempre a nos ensinar, carnavalizar, sensibilizar, estimular...

Wilson Levy dijo...

Olé, olé, olé, olá, WARAT, WARAT!!

Wilson Levy
Universidade de São Paulo

Wilson Levy dijo...

Olé, olé, olé, olá, WARAT, WARAT!!

Wilson Levy
Universidade de São Paulo

Wilson Levy dijo...

Olé, olé, olé, olá, WARAT, WARAT!!

Wilson Levy
Universidade de São Paulo

Eduardo Matzembacher Frizzo dijo...

Não se trata de uma perda apenas para o mundo jurídico. Trata-se de uma perda para o mundo vivido. Poucas pessoas reconheceram de forma tão humanista o papel necessário do Direito para o ser humano. Poucas pessoas tiveram um pensamento tão libertário e apaixonante quanto Luis Alberto Warat. Resta-nos não deixar que sua voz se cale e prosseguirmos com uma luta contínua por um Direito constituído pela arte e pelo amor. Evoé, Warat! Agora o mito virou linguagem, sopro de criação.

ELIZETE KRASSMANN dijo...

MINHAS CONDOLENCIAS A FAMILIA DESTE GRANDE AMIGO LUIS, PERDEMOS UM GRANDE JURISTA E O MAIS HUMANITARIO, ADEUS AMIGO. FICA NA PAZ DO SENHOR.

Leandro dijo...

Perdemos o maior jurista humanista do século XX.

Mariana Veras dijo...

Quando o soluço emudece o sentimento de gratidão predomina.


Apenas agradeço por ter tido a oportunidade de aprender com esse Gênio criativo, cujos pensamentos indomáveis nos impulsionavam a seguir nos trajetos do inusitado; agradeço por ter convivido com este querido Mestre e amigo, sinto-me emudecida... Por vezes acreditei que o Cronópio Mor fosse eterno, deveria ser eterno...e será, nas lembranças, nas memórias do intangível, nas vivências que proporcionou a tantos de todo o país, nos seus escritos, no legado de sua obra.



Deixo meu abraço fraterno a todos que sentem a sua partida e já não podem sentir a “alegria do barco voltando”.

Paulo Rodrigues de Oliveira dijo...

Nunca vou te esquecer amigo Warat. A luta continua por aqui.

Virgínia dijo...

Meus sentimentos à família Warat.
Fiquei conhecendo Warat, primeiro através de seu livro. "O Ofício do Mediador", fiquei encantada pelo o que li e comecei a entender o que era realmente mediar. Passei alguns e-mails para ele, que sempre muito gentil respondeu-me sempre. Tinha muita vontede de conhecê-lo pessoalmente e tive essa grata realização, no ano passado quando deu uma paletra na UFSC, no Projeto Pacificar...consegui seu autógrafo no livro citado acima...estará sempore em minha cabeceira...obrigada Warat...guardarei teus ensinamentos em meu coração.
Um abraço afetuoso, Virgínia

Dogmáticos Anônimos dijo...

O Mestre dos Mestres...

Obrigado por tudo Warat!!

Guilherme de Azevedo
UNISINOS/RS

Vitor S. Sarmento dijo...

Meus pêsames à família de Luis Alberto Warat. Estudioso do direito que tive a oportunidade de conhecer durante a jornada a que se chama vida.

Luciana C Souza dijo...
Este comentario ha sido eliminado por el autor.
Luciana C Souza dijo...

Só conheci o Prof. Warat através de seus textos e em congressos, mas é inegável toda a riqueza de suas ideias e o quanto elas transformaram o direito. Esta é uma herança que devemos honrar. Meus pêsames à família e um fraterno abraço! Luciana C Souza (Educação Jurídica)

Dogmáticos Anônimos dijo...

Nossa homenagem:

http://www.dogmaticosanonimos.blogspot.com/

Pâmela mARQUES dijo...

Fico orgulhosa e feliz por ter podido conhecê-lo ainda esse ano.
Sua vida foi a celebração do sonho, do amor e da intensidade.
Podemos vivenciar assim sua morte? Entre a tristeza e a celebração de uma vida de fato vivida?

Leonardo dijo...

Em tempos de profunda falta de lucidez (e irresponsabilidade) da parte dos juristas, Luis Alberto Warat foi uma das poucas vozes de razão, cuidado e responsabilidade. Se hoje tenho algum orgulho em ser jurista, o crédito é todo desse homem e dos seus livros.
Sua aproximação com Deleuze me foi muito inspiradora.

Contudo creio que ainda estamos muito longe de compreender a real dimensão de sua obra - e do jeito que o mundo jurídico acadêmico vai creio que isso não vai acontecer nem tão cedo.

Ainda não estou em situação de comentar adequadamente a sua morte - e nem creio que isso vai me ser possível. O dia mais triste do ano, sem medo de errar.

Meus votos vão para a família desse ser humano extraordinário e jurista genial.

Eduardo Rabenhorst dijo...

Adios querido!

dayanne dijo...

Um homem de genialidade incontestável,de carreira brilhante, de simplicidade cativante nos deixou. Ficaram seus pensamentos, lembranças e suas propostas de transformação, luta e amor ao conhecimento. Tivemos sorte der conviver com Warat. As saudades são imensas, mas talvez Fernando Pessoa tenha razão: morrer é apenas não ser visto. Morrer é a curva da estrada. O mundo lamenta a perda de um dos seus gênios!

Desejo força nesse momento à família Warat.

Rose Dayanne (Universidade Federal de Pernambuco)

giancarlo reuss dijo...

sempre é cedo demais se antes de uma ultima conversa.
gracias, Warat, pelo que compreendi.

Armando dijo...

Lamentável. Mas, continuarás vivo através de seus textos.
armando do prado

Ot dijo...
Este comentario ha sido eliminado por el autor.
Ottavio dijo...

Si todos somos mortales, antes y después de la muerte, Warat siempre será inmortal. Me refiero a su espíritu libre y creativo, único e irrepetible con respecto a la gente hasta ahora conocida. Siempre estarás en mi corazón Luís, ahora y si es posible después (si existe otra vida). Mi gran amigo del alma.
Y tu amigo sincero en la empatía recíproca desde el primer momento.

Mi más sincero pésame a la familia.

Cloves dos Santos Araújo dijo...

Faltam-me palavras para manifestar o sentimento de perda por tudo que Warat significou na minha trajetória acadêmica. Grande exemplo de vida voltada à reflexão crítica na busca de um mundo melhor. Um Filósofo que não se deixou colonizar pela razão instrumental.
Muita saudade!!!
Cloves Araujo

Anónimo dijo...

Il semble que vous soyez un expert dans ce domaine, vos remarques sont tres interessantes, merci.

- Daniel

jamilye salles dijo...

Para quem soube da triste notícia tão tarde,mas recebeu energias positivas de seus pensamentos e os sentimentos mais revolucionários de quem com ele compartilhou nesta vida. Lamento imensamente ter perdido a chance de tê-lo conhecido em 2009. Mas levo comigo a certeza de que qualquer dia desses a gente vai se encontrar...
Jamilye Salles - UFPA/PARÁ/BRASIL

Profesor de Lengua dijo...

Brillantes los textos de Warat da gusto leerlos, y personas brillantes como el seguiran viviendo en sus libros y en la memoria de sus lectores.