29 de noviembre de 2010

blogs



Otro blogs para recomendar, vienen de Brasil como las hojas son movidas por el viento, palabras inquietas, poesía, mucho sentimiento....





E esse mistério da revelação do ainda não re-velado, ou seja, do que ainda está velado, aguça a curiosidade alheia. Para voltar ao assunto lugares, já que me permiti uma pequena pausa de fuga, acredito que não posso, nem nunca poderei, dizer que conheço. Pelo menos sem estar sendo desonesta. Mesmo em se tratando do local onde moro, onde morei. Tenho alma de cigana peregrina, nada conheço. E por isso que digo que as frutas por vezes estão mais doces, por vezes menos. As vezes estão podres. As vezes brilham tanto que parecem ter sido enceradas. Mas o paladar também muda. Se refina. E assim as cidades também. Conhecer pontos turísticos, mapas, guias. E o que se conheceu?

http://selleg.blogspot.com/



...Penso, então, na forma. A boca que emite o som. As palavras podem ser consideradas a melhor forma de revolucionar mundos. A arte da retórica existe e se aplica, tentando convencer o mais cético dos céticos. O beijo, porém, é o ato supremo da boca. Sem dizer nada expressa os sentimentos de forma pura. Não há Palavra no Beijo. O beijo é a sua ausência. Vê-se no beijo um ato puramente humano, que abrange toda a escadaria do explicável, escancarando a porta do inexplicável.



http://desquadriculando.blogspot.com/



.

1 comentarios:

Anónimo dijo...

gracias a Dios por intiresny