26 de octubre de 2009

Homenagem en Recife


Felicidade! Este foi o sentimento que se fez presente na Faculdade de Direito do Recife na tarde da sexta-feira passada, em que vivenciamos uma singela, mas emocionante homenagem ao jus-filósofo Luis Alberto Warat, símbolo de inspiração de tantas gerações jurídicas.

A proposta de uma tarde Waratiana foi idealizada pela monitora Rose Dayanne, que só teve o sonho concretizado pela adesão do professor Alexandre da Maia e de seus alunos de Introdução ao Estudo do Direito 2, que com o tema "Surrealismo Jurídico: um diálogo entre o direito e a arte" demonstraram a multiplicidade de práticas jurídicas existentes num mesmo espaço sócio-político estando relacionado à própria abertura do sistema para integrações transdiciplinares na complexa sociedade multicêntrica.
Assim, através da elaboração de filmes, os alunos evidenciaram a relevância de interlocuções entre Direito e Arte, em virtude do Direito moderno ainda está carregado de ideologia, crenças, estereótipos e idealizações que nosso querido Warat denominou há mais de trinta anos de "senso comum teórico dos juristas".

Expressão esta que foi disseminada por todo o Brasil para se referir ao racionalismo jurídico, como magma de conceitos e redes de sentidos que expandem uma força ideológica altamente eficaz, que geram conceitos e abstrações transformados em crenças e ilusões que capturam os juristas e docilizam as suas mentes, como destaca Warat. Conceber, pois, um direito fundado no amor, na alteridade, no diálogo entre textos jurídicos e textos poéticos é uma forma emancipatória de pensar, fazer e sentir o Direito.

A abertura do evento foi realizada com um vídeo em que Warat (no Congresso da Oab, Natal-2008) fala das concepções do conceito de ideologia e da importância da Academia. O evento foi um marco não só para a Academia, mas para as vidas de futuros protagonistas do Direito. Nesse sentido, Warat representa para os estudantes um herói de desenho animado, tão corajoso como suas propostas e tão invencível quanto sua brilhante carreira.

Temos sorte de ter no mundo jurídico uma mente tão brilhante.

Amamos você!!!

Rose Dayanne


0 comentarios: